Localização Geográfica

Avanhandava está localizada no Oeste do estado de São Paulo, pertencendo à microrregião de Birigui e à mesorregião de Araçatuba. Limita-se a norte com Barbosa, a oeste com Penápolis e a leste com Promissão.

 

Figura 1: Posição geográfica do Município de Avanhandava

Fonte: Google Maps (2012)

O território municipal está situado a uma altitude de 428 metros, distando 467 km da capital do Estado e suas coordenadas geográficas são dadas por 21º27'39" de latitude Sul e 49º56'59" de longitude Oeste, com área total de 338,645 km², segundo o IBGE.

2.2.    Infraestrutura de transportes

2.2.1.    Acesso rodoviário

A principal via de acesso é a rodovia estadual Mal. Cândido Rondon (SP-300) de onde tem início a Rod. Olavo Formazari que faz a ligação com a sede do Município, distante 9 km da rodovia principal.

Avanhandava está ligada também aos municípios de Penápolis, Promissão, Guaiçara e Lins, através de estrada vicinal que passa pelas sedes desses municípios. Outra estrada vicinal, conhecida como Estrada Municipal Avanhandava-Barbosa, leva ao antigo distrito, hoje Município de Barbosa.

O Município dispõe ainda da BR-153, mais conhecida como Rodovia Transbrasiliana, que passa pelo Município de Guaiçara a 26 km aproximadamente. Esta rodovia viabiliza o acesso aos polos regionais de São José do Rio Preto e Marília.

A Figura 2 mostra as rodovias e estradas vicinais que servem ao Município de Avanhandava.

Figura 2: Posição geográfica de Avanhandava e vias de acesso

Fonte: Google Maps (2012)

2.2.2.    Hidrovia

A região é cortada pelo Rio Tietê que passa a 5 km dos limites do Município de Avanhandava.

2.2.3.    Aeroportos

A cidade conta com os aeroportos de cidades vizinhas como Lins, Penápolis e Araçatuba.

2.3.    Clima

A temperatura do ar em Avanhandava proporciona um clima ameno durante o ano. A mínima geralmente ocorre no mês de julho, havendo registros de que a temperatura média do ar mais baixa já registrada foi de 12,3°C. Já a mais alta acontece nos meses de fevereiro, chegando a máxima ao valor de 31,6°C. A média anual é 23,4 °C, conforme se extrai da Tabela 1.

Na mesma Tabela 1 é possível visualizar a intensidade de chuvas que apresenta altura pluviométrica média de 1.262,5 mm por ano, oscilando entre um mínimo de 23,6 mm em agosto e o máximo de 219,7 mm em janeiro.

Tabela 1: Temperatura média do ar e precipitação pluviométrica

MÊS

MÍNIMA MÉDIA

(°C)

MÁXIMA MÉDIA

(°C)

MÉDIA

(°C)

CHUVA

(mm)

Janeiro

19,8

31,4

25,6

219,7

Fevereiro

20,0

31,6

25,8

169,8

Março

19,4

31,3

25,4

140,6

Abril

16,8

30,0

23,4

86,2

Maio

14,2

28,1

21,2

60,9

Junho

12,9

27,1

20,0

39,6

Julho

12,3

27,4

19,9

24,9

Agosto

13,9

29,9

21,9

23,6

Setembro

16,0

30,9

23,5

72,3

Outubro

17,6

31,2

24,4

110,1

Novembro

18,3

31,3

24,8

124,6

Dezembro

19,4

31,0

25,2

190,2

 

Fonte: Cepagri - Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura.

1.4. População

De acordo com o Censo Demográfico de 2010, do IBGE, a população naquele ano era composta por 11.310 habitantes, sendo a densidade demográfica 33,4 hab./km². A Tabela 2 mostra o número de habitantes no Município, explicitando a quantidade de homens, mulheres, a população urbana e a população rural, com dados obtidos do último censo e de projeções da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados, mais conhecida como Fundação SEADE - órgão da Secretaria de Economia e Planejamento do Governo do Estado de São Paulo que organiza, interpreta, analisa e publica dados estatísticos demográficos e socioeconômicos sobre os municípios paulistas.

A Fundação SEADE estima que a população de Avanhandava, em 2011, foi de 11.569 habitantes.

A Tabela 2 apresenta a evolução populacional do Município no período que vai de 2000 a 2010. Os dados relativos a estes dois anos - 2000 e 2010 - são fornecidos pelo IBGE, colhidos dos censos demográficos que a instituição realizou. Os anos intermediários - de 2001 a 2009 - têm números projetados pela Fundação SEADE, que levou em conta nos seus cálculos as taxas de crescimento anual, taxas de natalidade, taxas de óbitos, índice de envelhecimento da população, migração e outros dados colhidos em instituições e cartórios locais.

Tabela 2: População estratificada da última década

ANO

TOTAL DE

HOMENS

TOTAL DE

MULHERES

URBANA

TOTAL

RURAL

TOTAL

TOTAL DO

MUNICÍPIO

2000

 -

-

 -

 -

  8.829

2001

4.570

4.512

 -

 -

  9.082

2002

4.746

4.592

 -

 -

  9.338

2003

4.919

4.666

 -

 -

  9.585

2004

5.084

4.725

 -

 -

  9.809

2005

5.257

4.788

 -

 -

10.045

2006

5.446

4.854

 -

 -

10.300

2007

5.641

4.912

 -

 -

10.553

2008

5.832

4.967

 -

 -

10.799

2009

6.030

5.015

 -

 -

11.045

2010

6.249

5.061

9.563

1.747

11.310

 

Fonte: IBGE (2000 e 2010) e Fundação SEADE (2001 a 2009)

 

Os números da última década levam à taxa de crescimento populacional de 2,5% ao ano, para o Município como um todo - veja Tabela 3.

Tabela 3: População e taxa de crescimento total do Município

ANO

POPULAÇÃO

CRESCIMENTO (%)

2000

8.829

-

2001

9.082

2,86

2002

9.338

2,81

2003

9.585

2,64

2004

9.809

2,34

2005

10.045

2,40

2006

10.300

2,53

2007

10.553

2,46

2008

10.799

2,33

2009

11.045

2,28

2010

11.310

2,40

2011

11.569

2,29

Fontes: IBGE e Fundação SEADE

Por outro lado, tomando por base os dados dos últimos 5 censos realizados pelo IBGE e considerando as populações urbana e rural isoladamente para fins de análise, temos os resultados propostos na Tabela 3-A.

Tabela 3-A: População segundo os últimos 5 censos e taxas de crescimento

ANO

TOTAL DE HOMENS

TOTAL DE MULHERES

POPULAÇÃO URBANA

POPULAÇÃO RURAL

TOTAL MUNICÍPIO

TOTAL

CRESC. ANUAL

TOTAL

CRESC. ANUAL

TOTAL

CRESC. ANUAL

1970

3.141

2.833

3.695

-

2.279

-

5.974

-

1980

3.314

3.085

4.765

2,576%

1.634

-3,275%

6.399

0,690%

1991

4.082

3.891

6.876

3,389%

1.097

-3,559%

7.973

2,019%

2000

4.399

4.430

8.100

1,838%

729

-4,441%

8.829

1,140%

2010

6.249

5.061

9.563

1,674%

430

-5,142%

9.993

1,246%

População Carcerária(1) =

1.317

 

1.317

 

1) O presídio foi inaugurado em 2003. Situa-se na área rural e abriga atualmente 1.421 presidiários. Segundo dados fornecidos pela direção do presídio em 2010 a população carcerária era de 1.317 presos.

Fonte: Censos demográficos do IBGE.

 

A tabela mostra que a população urbana teve taxa de crescimento sempre positiva, tendo seus percentuais crescido até o censo de 1991. A partir daí entrou em processo de declínio, descendo dos 3,389% naquele ano para 1,674% apurados com o ultimo censo de 2010. Isto evidencia que atualmente a população urbana tem aumento anual mais próximo do verificado para o Estado de São Paulo que é 1,09%.

Na Tabela 4, partindo da população medida no último censo realizado pelo IBGE em 2010 e de acordo com os percentuais apurados na Tabela 3.A, foi projetado o número de moradores para os próximos 20 anos, sendo adotada a taxa de crescimento médio de 1, 674% a.a. para a população urbana, e -5,142% a.a. para a população rural. Mantém-se fixa a população rural carcerária, pois o presídio já conta com aproximadamente o dobro da população para o qual foi projetado (segundo a Sec. Adm. Penitenciária o presídio foi projetado para uma população de 870 presos) e não há indicações de ampliação ou construção de nova penitenciária.

Tabela 4: Projeção populacional

ANO

POPULAÇÃO URBANA

POPULAÇÃO RURAL

POPULAÇÃO TOTLAL

População Livre

População Carcerária

Total

2010

9.563

430

1.317

1.747

11.310

2015

10.174

330

1.421

1.751

11.925

2020

10.824

254

1.421

1.675

12.498

2025

11.515

195

1.421

1.616

13.131

2030

12.250

150

1.421

1.571

13.821

2032

13.031

135

1.421

1.556

14.587

 

1.5. Economia

A economia de Avanhandava está alicerçada na indústria álcool-açucareira e num pequeno polo de produção cerâmica. Existe em seu território uma usina produtora de álcool e açúcar e fabricantes de telhas e tijolos. O setor agrícola local é o fornecedor de cana à usina, fazendo parte da movimentação econômica da cidade.

O comércio também participa da economia do Município, como de resto acontece em qualquer comunidade que precisa atender a população nativa e a seus visitantes, estes no caso de Avanhandava, com acréscimos significativos nos fins de semana, especialmente nos últimos 10 anos.

Isto porque, a construção de um presídio às margens da Rodovia Mal. Cândido Rondon, também no território do Município, veio contribuir de forma significativa para a economia local, incrementando o comércio e o setor de serviços da cidade. Avanhandava está localizada no chamado corredor de presídios, situado a oeste do Estado, região que no passado vivia do café, e faz parte do projeto de interiorização e divisão das unidades prisionais implantado pelo Governo do Estado de São Paulo a partir de 1998.

O afluxo de familiares, para visitas aos presidiários nos fins de semana, demandou acréscimos no setor hoteleiro e aumentou a necessidade de serviços. Estima-se que a construção e implantação do presídio geraram cerca de 450 novos empregos diretos e indiretos, aumentando significativamente a movimentação financeira da cidade. De acordo com dados divulgados pela Secretaria da Administração Penitenciária, a Penitenciária Compacta de Avanhandava, como oficialmente o presídio é denominado, tem capacidade para 768 detentos, no entanto, mantinha uma população carcerária de 1.421 internos em julho de 2011.

1.6. UGRHI 19

Em atendimento a Lei Estadual nº 7.663, de 30 de dezembro de 1991, que instituiu o Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos e os Comitês de Bacias Hidrográficas, foi criado, em 26 de agosto de 1.994, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Baixo Tietê – CBH BT, que tem a competência de gerenciar a UGRHI-19 que delimita seu território. O Município de Avanhandava pertence a esta unidade de gerenciamento.

O relatório zero que discorre sobre a Situação dos Recursos Hídricos da UGRHI-19 foi publicado em 01/08/2002 e nele podemos encontrar o registro no Cadastro de Uso dos Recursos Hídricos do DAEE da captação das águas que são dirigidas para o tratamento e distribuição para a população urbana do Município de Avanhandava.

1.7. Dados gerais

Outros dados relativos ao Município de Avanhandava são obtidos na Fundação SEADE e estão tabulados no Quadro 1, onde se encontram também os respectivos números do Estado de São Paulo, permitindo que se faça uma análise comparativa imediata.

Cabe ressaltar que, por vezes, as fontes pesquisadas divergem quanto aos números publicados, uma vez que os valores divulgados por uma instituição têm por base as projeções realizadas com metodologia própria, enquanto noutra estão considerados os dados reais ou mesmo dados projetados com metodologia diversa. Não há, todavia comprometimentos, pois as diferenças são pouco significativas.

Para os cálculos e projeções a serem feitos no presente trabalho serão usados, sempre que possível, os números reais disponíveis.

DADO

ANO

AVANHANDAVA

ESTADO DE SP

Densidade demográfica (Habitantes/km²)

2011

33,99

167,97

Taxa geométrica de crescimento anual da população, (2000/2010 (% a.a.)

2010

2,50

1,09

Grau de urbanização (%)

2010

84,56

95,94

Índice de envelhecimento (%)

2011

44,51

53,79

População com menos de 15 anos (%)

2011

21,90

21,48

População ≥ 60 anos (%)

2011

9,75

11,55

Razão de sexos

2011

123,21

94,80

Taxa de natalidade (Por mil habitantes)

2010

14,09

14,59

Taxa de mortalidade infantil (Por mil nascidos vivos)

2010

6,29

11,86

Índice de desenvolvimento humano – IDH

2000

0,768

0,841

Renda per capita (Salários mínimos)

2000

1,41

2,92

PIB per capita (R$)

2009

9.838,74

26.202,22

Analfabetismo da população ≥ 15 anos (%)

 2000

8,71

6,64

 

Quadro 1: Dados e indicadores gerais

Fonte: Fundação SEADE

O aniversário da cidade é comemorado no dia 29 de dezembro e a santa padroeira é Santa Luzia. Do quadro mencionado destacam-se a razão de sexo que é 123,21, calculado pela Fundação SEADE com base em dados projetados para 2011, significando que naquele ano a população masculina foi 23,21% maior que a feminina. A taxa de natalidade é 14,09 por mil habitantes em 2010, valor que está próximo do mesmo indicador para o Estado, que é 14,59. A taxa de mortalidade infantil foi 6,29 por mil nascidos vivos, estando bem abaixo da taxa estadual que é 11,86 no mesmo ano. Avanhandava apresenta IDH (Índice de desenvolvimento humano) abaixo do Estado de SP, com índice 0,768 contra 0,841 da unidade federativa.